Sengoku Rance

Como salvar o Japão usando seu pênis? Aprenda com o poderoso Rance.

Sengoku Rance é o décimo jogo da franquia, e sétimo na história (quarto jogo é dividido em 2 e um é universo alternativo), que vem tendo jogos desde 89 pela AliceSoft, que por sinal foi o primeiro titulo da empresa. Os jogos da série Rance sempre combinaram estética de visual novels junto com bom e velho RPG ou estratégia, sempre polindo mais a cada jogo.

Sengoku foi o primeiro jogo da franquia a ganhar uma tradução de fã, talvez por se passar no Japão, sendo um novo continente com pouca ligação com os jogos anteriores, salvo algumas referencias e personagens. No momento o primeiro e o remake do segundo jogo já estão traduzidos, com os outros a caminho. O ultimo jogo lançado foi Rance Quest, uma parodia a Dragon Quest, que conta os evendos posteriores ao Sengoku Rance.

O jogo começa com Rance trabalhando sobre o domínio de Oda Fucking Nobunaga, mas por uma série de eventos começa ele a comandar o exército de Oda. O objetivo de Rance no Japão é comer todas as princesas, um objetivo muito nobre, porém, muito difícil, visto que todas as princesas tem um grande exercito na frente delas o qual Rance terá que derrotar, toda via nada fica na frente do libido insaciável dele.

A história da alguns twists para quem é o Big Bad a ser derrotado, e ao que acontece com os personagens. O jogo tem [IF] que são cenários alternativos para a história principal, que são difíceis de conseguir e praticamente impossíveis na primeira jogada, o que da uma grande valor de replay para o jogo. Eles são baseados no fato de que Rance fica com algumas das personagens mais  difíceis, as quais precisam ter metas atingidas antes de poder as conquistar.

O gameplay é uma mistura de estratégia por turno e administração de reinos, onde cada turno você tem um numero limitado de ações e deve escolher o que fazer com elas, seja atacar um reino vizinho, progredir uma das personagens, ou comer alguém do seu harem que cresce a cada dia. Ele também tem Dungeons onde a batalha muda um pouco, mas continuando similar.

Esse é um dos jogos que tem o maior efeito da doença do “no próximo turno eu paro” com aquele ultimo turno que você iria jogar se tornando horas e horas jogadas no ventilador sem que você perceba. Isso ocorre muito pelo fato de que todos os reinos vizinhos também fazem ações, podendo assim atacar ou mostrar uma chance de evento, que é impossível de negar.

As personagens do jogo são o que você espera de do cenário Sengoku, e como é obvio várias figuras históricas são mudadas, algumas para virar garotas, outras para serem Youkais, em particular a ótima sacada do famoso Masamune que aqui é um olho, de explodir cabeças essa representação.

Sengoku Rance é um ótimo jogo, ele tem uma história interessante e com personagens ricos e um principal que é impossível não ficar fã dele, o que acaba vendendo toda a franquia, só para ver suas outras aventuras. Um sistema de batalha acessível, que evolui junto com o jogo e uma parte administrativa que até o mais burros dos burros não vai ter tanto problema; simplesmente muitas horas de diversão.

Aqui está o link do jogo – Link 1 Link 2

Rance – Sabaku no Guardian

A série também tem um anime, que foi lançado em formato de OVA em 93, que conta uma pequena aventura original. Ele é um bom lugar para conhecer as personagens, para decidir de deseja ver mais aventuras dele nos jogos, o que é o que vai acontecer, afinal, o personagem de Rance nos primeiros minutos do anime. O OVA tem uma história bem simples com apenas os personagens principais e o vilão em questão, realmente apenas para introduzir.

Link para o anime.

Anúncios